Arcmanoro Niles at Lehmann Maupin

Hey Tomorrow, Do You Have Some Room For Me: Failure Is A Part Of Being Alive

EN

This is the gallery’s first exhibition with New York-based painter Arcmanoro Niles. Featuring a series of new portraits, still lives, and a single landscape, this exhibition continues the artist’s critical investigation into the function and form of historically revered genres in painting. Niles is best known for his vivid, brightly-hued canvases that illustrate the seemingly mundane aspects of daily life―a man about to get into his car, a father and daughter sitting on their stoop with their dog, a woman waiting at a bus stop. His subjects are drawn from photographs of friends and relatives and from memories of his past, offering a highly personal record of contemporary life. The paintings, though autobiographical, engage with universal subjects of desire, hope, fear, and failure, while also recalling numerous art historical predecessors, including Italian and Dutch baroque, history painting, Color Field painting, and ancient Egyptian sculpture. For Hey Tomorrow, Niles has created a number of his distinct portraits, but the exhibition also features still lives and interiors that become surrogates for the figure―a cluttered bedside table, a urine test in a doctor’s office bathroom, or a kitchen table littered with liquor bottles and food containers.

nText from Lehmann Maupin gallery. More images follow CityArtistica on Instagram.

PT

Esta é a primeira exposição da galeria com o pintor Arcmanoro Niles, residente em Nova York. Apresentando uma série de novos retratos, naturezas mortas e uma única paisagem, esta exposição continua a investigação crítica do artista sobre a função e a forma de gêneros historicamente reverenciados na pintura. Niles é mais conhecido por suas telas vivas e coloridas que ilustram os aspectos aparentemente mundanos da vida diária – um homem prestes a entrar no carro, um pai e uma filha sentados na varanda com o cachorro, uma mulher esperando em um ponto de ônibus . Seus temas são tirados de fotos de amigos e parentes e de memórias de seu passado, oferecendo um registro altamente pessoal da vida contemporânea. As pinturas, embora autobiográficas, envolvem temas universais de desejo, esperança, medo e fracasso, enquanto também relembram vários predecessores históricos da arte, incluindo o barroco italiano e holandês, pintura histórica, pintura Color Field e escultura egípcia antiga. Para Hey Tomorrow, Niles criou uma série de seus retratos distintos, mas a exposição também apresenta naturezas mortas e interiores que se tornam substitutos da figura – uma mesa de cabeceira desordenada, um exame de urina no banheiro de um consultório médico ou uma mesa de cozinha cheia de garrafas de bebidas e recipientes para alimentos.

Texto da galeria Lehman Maupin. Para mais imagens siga CityArtistica no Instagram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s